terça-feira, 2 de março de 2010

Autorias'

Fiz esse texto em um dia triste, não julguem, só estava triste. Mas Yeshua sarou...


Mas achei legal a idéia de postar o texto aqui, quem sabe pode ajudar alguém...

‘A dor da perda é comum a todos nós, mas ela se manifesta de diferentes formas em casa um. Tem gente que chora, que esquece, que apaga, que se isola e tem pessoas que lutam pra continuar vivendo e aceita receber a cura.
Ela vem á seu tempo e a sua maneira, daí aprendemos que o mais fácil é ser honesto com ela e não se esconder ou tentar uma fuga. E quando esta doendo a ponto de você não conseguir mais respirar, você descobre que sobreviveu.
Você não pode controlar a dor/o luto, ou fingir que não dói mais, o melhor é se deixar sentir quando vir e o deixar passar quando pudermos. E quando enfim você achar que superou, começa tudo de novo e sempre outra vez, e novamente nos faz perder a respiração...
É estranho como alguém nos deixa um rastro, uma marca, ou melhor: um buraco que não possui fim - é como se algo e lhe fosse arrancado sem anestesia, e de fato foi.
Muitos dizem: “o tempo vai curar”.... Eu mesma já disse isso inúmeras vezes e até tentei convencer a mim mesma.Mas quando o silêncio grita, eu percebo que mesmo que eu a escondo a dor sempre vai estar ali; e que não adianta eu tentar me livrar dela a todo custo.Não adianta achar que a dor foi apenas um pesadelo que tive no dia 21/07/09, por que quando essa dor gritar, eu vou saber que aquele pesadelo foi de fato real.
E o choro? É apenas uma maneira da sua alma mostrar em quantas partes ela foi rasgada. E porque não para? Porque as lágrimas sempre irão cair, afinal uma parte de você não volta mais.
Hoje eu sei que não sou a mesma, não tenho mais a cabeça de uma criança. Mas também aprendi que a vida não para pra você consertar seu coração. É você quem tem que juntar os pedaços e correr para chegar a algum lugar seguro. Á vida não se importa com sua dor e muito menos com seus sentimentos, o único que se importa é Deus e Ele é o maior interessado em fazer um milagre em você.


“O tempo não cura nada, só tira o incurável do centro das atenções e desvia as atenções para o próximo espetáculo.”

Um comentário:

  1. Miriãn embora eu ainda não tenha passado por esta experiência de alguém tão próximo fiquei impressionado com a conclusão que você tirou disto tudo , só acrescento que o tempo é o balsamo que alivia as dores da perda...Deus lhe abençõe Roberto

    ResponderExcluir