quarta-feira, 14 de abril de 2010

Tu me amas? Então beije meu *

Ser honesto é uma questão extremamente importante para a pessoa que está lutando com pecado sexual.
 A honestidade começa examinando o próprio coração, sua vida idealizada e seus atos.
 Nesse processo, a pessoa que deseja ao Senhor humilhar-se-á e firmar-se-á na conclusão inevitável: “Não sou tão espiritual quanto imaginava ser. Se eu quiser mudar, terei de parar de enganar a mim mesmo e aos outros. Estou onde estou espiritualmente. Manter uma perspectiva presunçosa de minha espiritualidade só está atrapalhando qualquer crescimento real. A verdade é que meu coração está cheio de perversidade. Meu pensamento tornou-se cada vez mais deformado. Eu magoei Deus e minha família com meus atos. Preciso arrepender-me”.
Namoro é complicado, porque você não consegue enganar seus hormonios, você vai querer sentir que você esta no controle da situação, quando você sentir você vai perceber que você nunca esteve no controle.



É preciso ter a firmeza de caráter para “remar contra a maré” e dizer não. Quando você estiver “pensando que você esta no controle” da situação lembre dessas dicas que lhe daremos.
Evite conversas sobre assuntos sexuais. Evite dizer como foram suas experiências sexuais. Evite dizer que você fez isso, ou aquilo. Isto é um forte elemento de excitação. Piadas, frases insinuantes, etc., devem ser evitadas. Existem outros assuntos sobre os quais conversarem durante o namoro.
Imagine um retângulo sobre o corpo de sua garota (o). A parte superior passa pelo pescoço, desce pela largura dos ombros chegando até os joelhos. Tudo o que ficar de fora do retângulo pode ser acariciado sem maiores problemas.

Evite dormir na casa de seu namorado (a). Não de margem para a sorte.
Lembre-se que os anjos de Deus desejam lhes fazer companhia. Se estes não puderem, outros anjos o farão.
Pesquisas revelam que os três locais onde mais ocorrem intimidades sexuais são: (1) a casa da moça, (2) a casa do rapaz e (3) o automóvel. Saber disso é bom para evitar o problem
Não reclame se houver um irmão mais novo para “segurar vela” enquanto vocês namoram. Um dia, você vai agradecê-lo.
Não se deixe levar pelos meios de comunicação. Qual foi a última vez que você viu, na TV, um homem dizer a uma mulher: “Eu te amo”, e não irem para a cama? Qual foi a última vez que você ouviu alguém dizer “não” ao sexo em um filme? Os meios de comunicação (e a TV em especial) contribuem muito para a licenciosidade atual.
“Não porei coisa má diante dos meus olhos.” Salmo 101:3. Não alimente indevidamente a chama que arde em você. Guarde-a para o momento certo, no contexto certo e com a pessoa certa. É assim que Deus deseja; para o seu próprio bem.



Se depois dessas dicas você não conseguir a honestidade de enxergar que sexo fora do casamento é realmente fácil de acontecer quando você da margem pro vacilo, você precisa ser mais honesto ainda e apenas pensar que você não é tão espiritual quanto você imaginava ser. O quanto você se importa? Quando chegar ao ponto em que realmente não agüentar mais o pecado em sua vida, estará disposto a fazer qualquer coisa, até mesmo tomar-se vulnerável a uma outra pessoa? O que o deteria? Somente o desejo de salvar as aparências, a reputação, e proteger-se. A libertação real do pecado sexual jamais será possível até que o coração esteja aberto e exposto.


Fonte:http://sexxxchurch.com